segunda-feira, 28 de junho de 2010

A Hora da Partida

Autor: Carlos Augusto Cipriano Maniçoba de Souza

Nunca ninguém espera à hora da partida,
Quando um amigo vai embora,
 metade de você vai com ele e metade dele fica com você,
As lembranças do tempo em que estiveram juntos.

A hora da despedida é muito sofrida, mas quem gosta dos amigos,
sempre têm eles no coração, lágrimas caem dos olhos,
O adeus nunca é para sempre
 Os amigos retornam para reencontra os antigos amigos.

E nunca se esqueça dos momentos em que passamos juntos,
As lembranças de um dia ter te conhecido,
Quando você estiver longe, eu vou olhar as estrelas e me lembrar de você
Do seu jeito carinhoso de ser, pequena rosa de jardim.

Saudades eu sentirei, de todos os momentos em que passamos juntos,
Das nossas conversas, risadas, de tudo o que vivemos e passamos juntos,
E daqui alguns anos nós podemos nos encontrar novamente,
E nesse dia, eu vou lhe abraçar para nunca mais lhe soltar.

9 comentários:

  1. booooooooooooe ;

    pooesiia peerfeeeita ; vooc vai seer pooeeta brotheerr *----------*

    ResponderExcluir
  2. Obrigado brother :] , Se DEUS quiser vou ser um grande poeta (yn)'

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, ameeeeeeei *---*
    Caaaaaaarlinhos Poeta lhiindo *--* . By : LetíciaV.

    ResponderExcluir
  4. "Nunca ninguém espera a hora da partida", pode crer :/ Perfeita essa *-*

    ResponderExcluir